Estudos nacionais e internacionais. Participe!

Neste espaço disponibilizamos vários projetos de investigação, institucionais ou pessoais, que chegam à APM solicitando a sua divulgação, para que todos os professores que o desejarem possam participar

 

8. MathMot

O ISPA - Instituto Universitário é o parceiro nacional de um consórcio que envolve seis países europeus (Portugal, Noruega, Estónia, Finlândia, Suécia e Sérvia), que estão a desenvolver o projeto de investigação MathMot, financiado pelo “The Research Council of Norway”.

Este projeto baseia-se no pressuposto de que a motivação das crianças é um elemento importantes para um bom desempenho em Matemática. Assim pretende-se desenvolver, a partir de 2022, um estudo longitudinal nestes seis países Europeus, de modo a compreender o processo motivacional e o que o condiciona.

Estamos neste momento na fase de testagem e adaptação dos instrumentos e é neste sentido que solicitamos a vossa colaboração.

Em baixo segue um link de acesso a um questionário para professores do 1.º ciclo e para docentes do 2.º ciclo que assegurem a disciplina de Matemática, para o qual agradecemos o preenchimento com as suas respostas. Este questionário é anónimo, não havendo hipótese de serem identificados. Como forma de agradecimento simbólico serão sorteados, entre aqueles que responderem e que desejarem habilitar-se ao sorteio, 15 vouchers da FNAC, no valor de 25 Euros.

Mais informação sobre o projeto poderá ser encontrada aqui: https://engagelab.uio.no/mathmot/#/

Agradecemos antecipadamente a vossa colaboração encontrando-nos disponíveis para qualquer esclarecimento adicional (mathmot@ispa.pt).

Link para questionáriohttp://ispawjrc.qualtrics.com/jfe/form/SV_d5SpFxchPw08nQy

Antecipadamente gratos pela colaboração

A equipa portuguesa do MathMot

 

7. Aprender e Ensinar a Distância em Tempo de Pandemia" (IE-ULisboa)

No Instituto de Educação, da Universidade de Lisboa, estamos a realizar um estudo sobre o ensino remoto de emergência ocorrido em Portugal durante a pandemia COVID-19. O estudo, intitulado "Aprender e Ensinar a Distância em Tempo de Pandemia (AEDTP)", centra-se no trabalho pedagógico de professores e alunos em meio digital e pretende conhecer o modo como alunos e professores viveram essa experiência de ensino-aprendizagem em 2021.

A nossa equipa (Helena Peralta, Joana Viana, Sandra Fradão, Fernando Costa, Gilda Soromenho) realizou já, num  primeiro momento, um estudo exploratório que quer agora, numa segunda fase, alargar a um maior número de alunos e professores, respondentes ao nosso questionário, visando identificar perfis de ensino e caracterizar os modelos de ensino que apoiam práticas inovadoras com tecnologias digitais.

O questionário está disponível aqui e poderá ser respondido até dia 15 de junho. Estima-se que o seu preenchimento demore cerca de 10 minutos.

É garantido o anonimato dos participantes e das instituições envolvidas, bem como a confidencialidade dos dados obtidos, sendo os mesmos utilizados apenas para efeitos de investigação.  O estudo foi aprovado pela Comissão de Ética do Instituto de Educação da Universidade de Lisboa e a sua realização em meio escolar foi autorizada pela Direção-Geral da Educação (MIME inquérito n.º 0775800001).

Agradecemos desde já a sua colaboração tão necessária para o sucesso deste estudo, estando disponíveis para esclarecimentos adicionais.


6. Atividades com a Dioptra

No âmbito da tese de doutoramento de Alzira Faria na Faculdade de Ciências da U. Porto, solicita-se a participação dos professores de Matemática do 3.º CEB e do Ensino Secundário na análise de uma proposta de atividade sobre o uso de instrumentos matemáticos simples para medir distâncias aparentemente inacessíveis, com referências à História da Matemática.

A História da Matemática é uma das estratégias didáticas facilitadora do ensino, e o uso de instrumentos matemáticos históricos é uma das muitas formas que pode acrescentar valor ao ensino, proporcionando uma compreensão do passado para desenvolver melhor o presente. Um exemplo de um instrumento histórico é a Dioptra que evoluiu desde o começo mais humilde até se tornar o instrumento de pesquisa por excelência dos gregos. A palavra dioptra significa simplesmente «algo para examinar», «algo para olhar através de». Pode encontrar aqui mais informações sobre esta atividade.

Agradecemos a colaboração através do preenchimento deste questionário.


5. A experiência dos educadores e professores portugueses em tempos de pandemia

No âmbito do estudo "A experiência dos educadores e professores portugueses em tempos de pandemia" pretende-se conhecer o modo como os educadores e professores portugueses viveram os desafios e exigências decorrentes da pandemia da COVID-19 e o modo como ela afetou o seu quotidiano profissional, em regime a distância e presencial. Neste sentido, convidamo-lo/a a responder a um inquérito  cujo preenchimento demorará cerca de 15 minutos.

O projeto é coordenado por Maria Assunção Flores no âmbito do Centro de Investigação em Estudos da Criança (CIEC), do Instituto de Educação da Universidade do Minho.

Será garantido o anonimato dos participantes, bem como a confidencialidade dos dados obtidos, sendo os mesmos utilizados apenas para fins de investigação. O projeto foi aprovado pela Comissão de Ética para as Ciências Sociais e Humanas da Universidade do Minho (CEICSH 055/2020).

Agradecemos a sua colaboração no estudo, estando disponíveis para esclarecimentos adicionais (por favor, contacte trabalhodocentetempospandemia@gmail.com).

O questionário está disponível no link  https://forms.gle/LKrpb1fTDNiqntFEA e poderá ser respondido até ao dia 30 de junho de 2021.


 

4. Conceção de cursos online de acesso aberto (MOOC) na formação contínua de professores em Portugal

Esta investigação enquadra-se no âmbito do Doutoramento em Educação, especialidade de Tecnologias de Informação e Comunicação na Educação do Instituto da Educação da Universidade de Lisboa. O estudo tem como objetivo estudar a conceção de cursos online de acesso aberto (MOOC) na formação contínua de professores em Portugal.

A participação dos professor é voluntária e determinante para o sucesso desta investigação de carácter nacional, pelo que apelamos que a integre. É garantido o anonimato e a confidencialidade dos dados recolhidos. Neste sentido, solicitamos que proceda ao preenchimento do questionário a que pode aceder através do seguinte link: http://ftelab.ie.ulisboa.pt/questionarios/index.php/322787?lang=pt

Caso tenha alguma dúvida sobre a investigação ou sobre o procedimento de participação no questionário, poderá contactar-nos por correio eletrónico:

Carolina Amado – Bolseira de Doutoramento FCT (carolina.amado@campus.ul.pt)
Ana Pedro – Professora Auxiliar no Instituto de Educação da Universidade de Lisboa (aipedro@ie.ulisboa.pt)


 

3. O que tenho andado a pensar, a sentir e a fazer durante a pandemia do Coronavírus

Fase II do Estudo "O que tenho andado a pensar, a sentir e a fazer durante a pandemia do Coronavírus - COVID - 19- 20-21", em https://pt.surveymonkey.com/r/PPFRYR5.

Um estudo transcultural e multisociedades, iniciado já em Maio de 2020 (FASE I), num esforço conjunto e global com mais de 15 equipas dos 5 continentes, lideradas internacionalmente por Craig Smith, da Universidade de Vanderbilt (EUA), e que conta com a colaboração das Universidades do Minho e Porto (Portugal).

Continuamos interessados em contar com a sua ajuda para compreendermos melhor as atitudes, perceções, sentimentos e comportamentos, tendo em vista o aumento do nosso conhecimento acerca dos processos de adaptação e otimização da resposta humana, não só face à atual pandemia (e a diferentes vagas e/ou variantes/estirpes), mas também a outras e novas pandemias.

Se tem mais de 18 anos, é elegível para responder voluntariamente ao Questionário online do estudo, de forma anónima e confidencial.

Participe, clicando no link https://pt.surveymonkey.com/r/PPFRYR5.

Muito obrigado pelo seu apoio, esforço e pelo tempo que possa dispensar a este Estudo!


 
2. Impacto da Pandemia de Covid-19 na saúde e bem-estar dos professores e na organização escolar
Somos uma equipa de professores e investigadores envolvidos num projeto que tem vindo a estudar a saúde e bem-estar dos professores e da organização escolar em Portugal.
A realidade que vivemos no atual contexto educativo, provocada pela pandemia de COVID-19, está a suscitar preocupações acrescidas, a gerar novos problemas e a agravar alguns já existentes, que podem afetar a saúde e o bem-estar dos professores e da organização escolar.
No sentido de melhor compreender esta situação, e perceber qual é o seu impacto na saúde e no bem-estar destes profissionais e na organização escolar, decidiu-se realizar o presente estudo. Este estudo é confidencial e garante o anonimato de todos os que nele participam.
Deste modo, agradecemos a vossa ajuda na divulgação do questionário (cujo link segue em anexo) a todos os docentes do 1º, 2º, 3º CEB e Ensino Secundário, das escolas públicas e privadas.
https://forms.gle/MXVWBt28KpDcEnyL7
Apelamos à vossa colaboração, por forma a podermos contribuir para ajudar nesta situação, particularmente difícil para todos nós.
 
Em caso de dúvida, poderá contactar-nos através de Liberata de Jesus Borralho (Universidade de Évora) pelo seguinte endereço de correio eletrónico: libjesus@uevora.pt

1. O Centro de Investigação e Intervenção Educativas da Universidade do Porto encontra-se a desenvolver o estudo A Educação de Novo em Tempos de Exceção

Este estudo pretende acompanhar os efeitos das medidas políticas extraordinárias em todos os níveis de formação (Educação pré-escolar, 1º CEB, 2º CEB, 3º CEB. Ensino Secundário e Ensino Profissional), nas redes de ensino público e privado, no atual contexto de pandemia sanitária global Covid-19. Neste âmbito, foi um inquérito por questionário que tem como objetivo conhecer as experiências e as perceções das/os Educadoras/es e Professoras/es do Ensino Básico e Secundário e, para além da preocupação com a forma como se tem processado o ensino a distância, pretende também compreender como tem sido vivida, neste período, a relação dos/as professores/as com a sua escola e como o confinamento tem afetado o seu bem estar.

Considerando o potencial interesse desta iniciativa para o universo das/os Vossas/os associadas/os e a importância de assegurarmos a diversidade desejada nos perfis profissionais abrangidos, vimos por este meio dar a conhecer a iniciativa e solicitar a V/ colaboração na divulgação do Questionário Experiências e Perceções de Educadoras/es e Professoras/es, cujo preenchimento tem uma duração estimada de 10 minutos.

 

 

 

 


Publicado/editado: 29/09/2021