Login    



2002, vol XI, nº2
Julho/Dezembro


A versão integral deste texto só está disponível on-line para os sócios da APM com as quotas actualizadas. Se é sócio faça o seu login.


Artigos

A prática lectiva como actividade de resolução de problemas: Um estudo com três professoras do ensino secundário
João Pedro da Ponte; Leonor Santos

Resumo. Encarando a prática profissional como uma actividade de resolução de problemas, o estudo apresentado neste artigo visa compreender o que caracteriza os problemas profissionais com que o professor de Matemática do ensino secundário se confronta no seu dia a dia, num processo de mudança curricular, e como se distinguem e relacionam esses problemas quando são considerados diferentes contextos de prática. A metodologia de investigação segue uma abordagem interpretativa. Foi seleccionada uma escola secundária onde se contava com a existência de um trabalho de planificação conjunto entre as três professoras que iriam leccionar pela primeira vez o programa reajustado de Matemática do 11º ano. A recolha de dados decorreu, fundamentalmente, ao longo de todo um ano lectivo, e recorreu à observação de todas as reuniões de trabalho colectivo e de aulas de cada professora, completada por sessões de reflexão conjunta, entrevistas, registos áudio e vídeo. Os resultados são consistentes com a ideia que a prática lectiva é fortemente marcada pela actividade de resolução de problemas profissionais. A maioria dos problemas identificados tem uma natureza mal estruturada, sendo progressivamente reconstruídos e compreendidos à medida que vão sendo trabalhados. É possível identificar diferenças significativas entre os contextos individual e colectivo de prática. No contexto individual, os problemas são específicos, dirigindo-se aos alunos concretos, e verifica-se grande concentração na área do saber didáctico. O seu ponto de partida e de chegada é a prática, desempenhando o currículo um papel orientador. Já no contexto colectivo, os problemas são, em geral, mais amplos, considerando os alunos do grupo etário médio, e distribuem-se por uma grande diversidade de conteúdos, cobrindo todas as áreas consideradas. O seu ponto de partida é o currículo e o seu ponto de chegada é a prática. São do mesmo tipo os processos usados na resolução dos problemas pelo grupo e por cada professora individualmente, mas o nível de resolução dos problemas encontrado no contexto colectivo de trabalho é muito superior ao do contexto individual, sugerindo fortemente que um contexto de prática colegial pode favorecer a resolução de problemas profissionais.

Palavras-chave: Conhecimento profissional; Desenvolvimento curricular; Resolução de problemas; Problemas profissionais; Desenvolvimento profissional; Práticas de colaboração.


Páginas : 29-54

<< Voltar ao Indíce





© Copyright 2007 Associação de Professores de Matemática / Todos os direitos reservados