Login    



2002, vol XI, nº1
Janeiro/Junho


A versão integral deste texto só está disponível on-line para os sócios da APM com as quotas actualizadas. Se é sócio faça o seu login.


Artigos

Quebrando a neutralidade política: o compromisso crítico entre a educação e a democracia
Ole Skovsmose; Paola Valero

Resumo. A relação entre a educação matemática e a democracia pode ter pelo menos três interpretações diferentes. A tese da ressonância intrínseca defende a ideia de que a natureza da matemática e da educação matemática é coerente com os objectivos democráticos, uma vez que ambos estão ligados ao desenvolvimento tecnológico, científico e social. Ao inverso, a tese da dissonância sustenta a ideia de que a matemática e a educação matemática têm uma função negativa na sociedade. O seu poder excedeu a capacidade humana de controlo das suas próprias invenções. Em alternativa, a tese da relação crítica advoga a compreensão dialéctica da relação entre a matemática, a educação matemática e a democracia no contexto social, cultural, económico e político em que tem lugar. A adopção desta tese da relação crítica é a base para a sugestão de uma agenda de investigação alternativa que traz para o centro a preocupação com a democracia na educação matemática.

Palavras-chave: Educação matemática; democracia; educação matemática crítica.


Páginas : 7-28

<< Voltar ao Indíce





© Copyright 2007 Associação de Professores de Matemática / Todos os direitos reservados