Login    



1996, vol 5, nº1
Janeiro/Junho


A versão integral deste texto só está disponível on-line para os sócios da APM com as quotas actualizadas. Se é sócio faça o seu login.


Republicação

Contribuição para uma ética de investigação educacional: Alguns exemplos e sugestões
Conceição Almeida

Resumo. Perante o recente desenvolvimento da investigação educacional em Portugal, urge reflectir sobre questões éticas que se prendem com a realização de projectos de pesquisa. Este artigo procura apresentar pistas que possam servir de base a uma reflexão sobre alguns direitos e deveres dos investigadores bem como de outros agentes de investigação educacional. A análise de alguns exemplos mostra que tem surgido, em investigação educacional, uma grande variedade de questões éticas. Implicações resultantes da manipulação de variáveis em estudos experimentais, repercussões da publicação de resultados, direitos dos participantes, relativos não só ao anonimato e à confidencialidade, mas também ao reconhecimento público da sua participação, são alguns dos aspectos que têm merecido a atenção dos investigadores. Em qualquer tipo de investigação educacional, compete ao investigador tomar decisões relativas a questões éticas que surjam no decorrer da investigação, prevenindo situações de prejuízo para qualquer dos intervenientes e evitando situações de coacção ou de abuso de poder. Em investigação educacional a colaboração voluntária deve e, em geral, pode ser conseguida. A salvaguarda de princípios éticos deve ser uma das preocupações dos investigadores e deveria estar patente em qualquer relatório de investigação e, em particular, nas teses, sejam elas de mestrado ou de doutoramento.

Páginas : 123-131

<< Voltar ao Indíce





© Copyright 2007 Associação de Professores de Matemática / Todos os direitos reservados