Login    



2016, vol XXV, nº2
2.ºsemestre


A versão integral deste texto só está disponível on-line para os sócios da APM com as quotas actualizadas. Se é sócio faça o seu login.


Artigos

Considerações sobre procedimentos teórico-metodológicos para a escrita da história da educação matemática
Teresa Maria Monteiro

Resumo. “A História é uma velhota que se repete sem cessar” refere Eça de Queirós no seu livro “Cartas de Inglaterra”. O conhecimento da nossa história interessará hoje e sempre para o conhecimento do homem, como interessará o conhecimento da história da educação, em particular, o conhecimento da história da educação matemática. Não só por parecer repetir-se, como escreveu Eça de Queirós, como por auxiliar a perceber melhor o presente e contribuir para uma construção sustentada do futuro. Na verdade, não será necessário justificar, aqui, a importância da História. Temos, preferencialmente, outras preocupações. A primeira será: Quem escreve a história da educação da disciplina de Matemática? e a
segunda: Como se escreve a história das disciplinas escolares?
Este artigo procura dar uma possível resposta a estas questões, aprofundando a segunda questão, para nós de mais difícil resposta. Vamos, então, debruçar-nos sobre a metodologia para a escrita desta história que poderá ser feita por quem tem formação em matemática e em educação matemática, recorrendo à
metodologia do historiador.


Páginas : 99-108

<< Voltar ao Indíce





© Copyright 2007 Associação de Professores de Matemática / Todos os direitos reservados