Login    



2015, vol XXIV, nº2
2º semestre


A versão integral deste texto só está disponível on-line para os sócios da APM com as quotas actualizadas. Se é sócio faça o seu login.


Artigos

Connecting Real-World and In-School Problem-Solving Experiences
Cheryl L. Eames; Corey Brady; Dick Lesh

Resumo. Neste artigo, abordamos o desafio de apoiar os alunos na resolução de problemas da vida real como uma parte estimulante da sua experiência de aprendizagem da Matemática na escola. Por um lado, descrevemos os aspetos controversos ligados às abordagens escolares tradicionais na preparação dos alunos para o sucesso num mundo cada vez mais caraterizado pela complexidade e pela rápida mudança das áreas disciplinares. Atualmente os profissionais com formação nos domínios STEM (science, technology, engineering, and mathematics) precisam de adaptar, de forma criativa, o conhecimento que obtiveram na escola para o usarem de modo eficaz; assim, é desejável propor aos alunos atividades que ofereçam experiências mais realistas em cenários de resolução de problemas para além da escola. Por outro lado, defendemos que o contexto escolar proporciona oportunidades únicas para a reflexão em torno de experiências de resolução de problemas, permitindo expor, ampliar e formalizar as ideias que emergem das resoluções dos alunos em problemas realistas. Para harmonizar estas duas necessidades, apresentamos as Atividades Geradoras de Modelos (Model-Eliciting Activities — MEAs) como contextos autênticos de resolução de problemas e descrevemos as Sequências de Desenvolvimento de Modelos (Model-Development Sequences – MDSs) como uma estrutura para atividades de aprofundamento que ajudem os alunos a processar os modelos conceptuais que produziram nas MEAs e levem os vários grupos na sala de aula a formular ideias partilhadas, consistentes com as normas e convenções da disciplina. Tendo por base esta estrutura de trabalho, apresentamos um episódio de ensino, extraído de uma pesquisa de design-research em curso, no qual o primeiro autor elaborou e adaptou uma MDS em resposta às necessidades dos alunos que emergiram no momento. Concluímos com a descrição das decisões didáticas que guiaram o nosso trabalho e formulamos um conjunto de seis princípios de design de MDSs que sobressaíram da nossa análise reflexiva deste episódio de implementação.

Abstract. In this article, we address the challenge of supporting students in real-world problem solving as a vibrant part of their in-school experience of mathematics. On one hand, we describe the issues associated with using traditional schooling approaches to prepare students for success in a world that is increasingly characterized by complexity and rapid disciplinary change. Today’s STEM professionals need to adapt the knowledge they have learned in school in creative ways to use them effectively; thus it is desirable to provide learners with activities that offer a more realistic simulation of problem-solving settings beyond school. On the other hand, we argue that the schooling context does offer unique opportunities for reflecting on problem-solving experiences and for unpacking, extending, and formalizing ideas that emerge in students’ solutions to realistic problems. To balance these two needs, we describe Model-Eliciting Activities (MEAs) as authentic problem-solving settings, and we describe Model-Development Sequences (MDSs) as a framework for extension activities that help students to process the conceptual work they have done on MEAs and that help classroom groups to develop shared understandings that are consistent with disciplinary norms and conventions. With this frame in place, we then present a teaching episode extracted from ongoing design research, in which the first author elaborated and adapted an MDS in response to student needs that surfaced in the moment. We describe the instructional decisions that guided this work, and we articulate a set of six design principles for MDS sequences, which emerged through the author group’s reflective analysis of this implementation episode.


Páginas : 5-38

<< Voltar ao Indíce





© Copyright 2007 Associação de Professores de Matemática / Todos os direitos reservados