Login    



2015, vol XXIV, nº1
1º semestre


A versão integral deste texto só está disponível on-line para os sócios da APM com as quotas actualizadas. Se é sócio faça o seu login.


Artigos

Conhecimento curricular de professores do 2.º ciclo sobre organização e tratamento de dados: que manifestações da literacia matemática?
Ana Paula Canavarro; Mónica Patrício

Resumo. Este artigo pretende caracterizar o conhecimento curricular que professores de Matemática do 2º ciclo revelam relativamente ao tema Organização e Tratamento de dados, balizado pelo Programa de Matemática para o Ensino Básico homologado em 2007 (ME, 2007) e discutir em que medida esse conhecimento reflete a preocupação com o desenvolvimento da literacia estatística dos alunos, aqui perspetivada como finalidade última do ensino da Estatística, em que se inclui as capacidades de interpretar e compreender informação estatística, de a apreciar e avaliar criticamente e de manifestar opinião sobre o valor e as implicações dos estudos estatísticos, no quadro de situações contextualizadas em realidade relevante. Metodologicamente, assumimos uma abordagem interpretativa, concretizada através de estudos de caso de três professores, tendo sido, para cada um deles, possível caracterizar o seu conhecimento curricular nas componentes de finalidades e objetivos, conteúdos e sua abordagem, e tarefas para a sala de aula. Concluímos que os professores não se referem explicitamente ao conceito de literacia estatística embora incluam os seus aspetos menos sofisticados na caracterização dos objetivos do ensino da Organização e Tratamento de Dados. No seu discurso sobre as orientações curriculares, revelam escolher tarefas que, apesar de se referirem a algum contexto, não se reportam necessariamente a situações que poderiam contribuir de forma significativa para o desenvolvimento da literacia estatística. O estudo revela ainda que as professoras que conhecem o programa de Matemática de 2007 se mostram mais sensíveis e alinhadas com as ideias relativas ao desenvolvimento da literacia estatística do que o professor que o desconhece.

Abstract. This article aims to characterize the curricular knowledge that mathematics teachers from the grade 6 reveal, relating to organization and data processing when teaching accordingly to the Program in Mathematics for Basic Education approved in 2007 (ME, 2007) and to discuss to what extent this knowledge reflects the concern for the development of statistical literacy of the students. The notion of statistical literacy includes the capacity to interpret and understand statistical information, to appreciate and evaluate it critically and to express opinion about the value and implications of statistical studies in the context of situations contextualized in relevant reality. Methodologically, we assume an interpretive approach, implemented through case studies of three teachers. For each of them, we characterize their curricular knowledge in terms of aims and objectives, content and approach, and tasks for the classroom. We conclude that teachers do not explicitly refer to the concept of statistical literacy although they include their less sophisticated aspects in the characterization of the teaching purposes of the Organization and Data Processing. They all reveal to choose contextualized tasks, but the contexts do not necessarily relate to situations that could contribute significantly to the development of statistical literacy. The study shows that the teachers who know the mathematics program of 2007 are more sensitive and aligned with the ideas for the development of statistical literacy than the teacher who is unaware.


Páginas : 3-28

<< Voltar ao Indíce





© Copyright 2007 Associação de Professores de Matemática / Todos os direitos reservados