Login    



2014, vol XXIII, nº1
1º semestre


A versão integral deste texto só está disponível on-line para os sócios da APM com as quotas actualizadas. Se é sócio faça o seu login.


Artigos

A Reforma Curricular da Matemática Moderna no Ensino Primário: um estudo entre escolas
Cláudia Regina Flores; Joseane Pinto de Arruda; José Manuel Matos

Resumo. O propósito deste artigo se articula sobre as iniciativas produzidas para a difusão das ideias da reforma curricular da matemática moderna, desencadeada no final da década de 1950, e sua recepção em escolas primárias do Brasil e de Portugal. Para esta análise utilizam-se fontes documentais disponibilizadas nos arquivos educativos e nas bibliotecas anexas às escolas investigadas. Da mesma forma, a pesquisa se apoia em estudos realizados acerca da temática nos referidos países. Como resultados, pode-se dizer que enquanto a escola brasileira acolheu “algumas” iniciativas advindas da reforma da matemática moderna como, por exemplo, a linguagem dos conjuntos, as etapas cognitivas piagetianas e o material de Dienes; a escola portuguesa acolheu ainda outras iniciativas, incorporando-as aos modelos de ensino, com destaque para o uso de materiais estruturados, disseminados em cursos para professoras. Concluímos, assim, que a recepção das ideias da reforma da matemática moderna nas duas escolas ocorreu de modo distinto, para além de uma perspectiva de um tempo único e fixo.

Abstract. The purpose of this article is articulated on initiatives produced to spread the ideas of modern mathematics curriculum reform, initiated in the late 1950s, and its reception in elementary schools of Brazil and Portugal. For this analysis, documentary sources provided in educational files and libraries attached to the schools under investigation are used. Likewise, the research is based on studies about the issue in those countries. As a result, it can be said that while the Brazilian school received “some” initiatives arising from the reform of modern mathematics, as for example, the language of sets, Piagetian cognitive stages and Dienes’s material, the Portuguese school also welcomed other initiatives, incorporating them into the teaching models, highlighting the use of structured materials, disseminated in courses for teachers. We therefore conclude that the reception of the reform ideas of modern mathematics in the two schools occurred differently, apart from a perspective of a single, fixed time.


Páginas : 29-42

<< Voltar ao Indíce





© Copyright 2007 Associação de Professores de Matemática / Todos os direitos reservados