Login    



2012, vol XXI, nº1
1º semestre


A versão integral deste texto só está disponível on-line para os sócios da APM com as quotas actualizadas. Se é sócio faça o seu login.


Artigos

O Programa de Formação Contínua em Matemática como contexto favorável para o desenvolvimento da capacidade de reflexão de professores do 1.º ciclo
Cristina Martins; Leonor Santos

Resumo. Neste texto apresentamos alguns resultados relativos ao contributo do Programa de Formação Contínua em Matemática para o desenvolvimento da capacidade de reflexão sobre a prática de três professoras. Seguindo uma abordagem metodológica de natureza interpretativa, com design de estudo de caso, foram realizadas entrevistas semi-estruturadas às três professoras caso, observadas sessões de trabalho e aulas e realizada recolha documental, em particular dos portefólios elaborados no âmbito do programa de formação. Deste estudo, é possível concluir que para Aida, Dora e Sara, professoras participantes neste estudo, a reflexão foi destacada como particularmente importante no âmbito do programa. Manifestaram diferentes preferências pelas formas de reflexão praticadas, divergiram também na consideração do portefólio como promotor da reflexão, bem como na incidência no conteúdo e níveis de profundidade das reflexões escritas realizadas.

Abstract. In this text we present some results pertaining to the contribution of the Program for Continuous Training in Mathematics towards the development of the ability to reflect upon their practice of three teachers.
Following a methodological approach of an interpretative nature, with a case study design, semi-structured interviews were conducted with the three case-teachers, work sessions and classes were observed and documental data was gathered, with a specific attention to the portfolios built within the training program. From this study it is possible to determine that for Aida, Dora and Sara, the teachers participating in this study, reflection was envisaged as a particularly important aspect of the program. The showed different preferences for forms of reflection undertaken, and have also diverged in considering the portfolio as promoting reflection, as well as they have diverged in the content and levels of depth of written reflections presented.


Páginas : 95-120

<< Voltar ao Indíce





© Copyright 2007 Associação de Professores de Matemática / Todos os direitos reservados