Login    



2010, vol XIX, nº1
1º semestre


A versão integral deste texto só está disponível on-line para os sócios da APM com as quotas actualizadas. Se é sócio faça o seu login.


Artigos

Saberes matemáticos do campo e da escola: processos de aprendizagem e educação de jovens e adultos
Maria Cecilia de Castello Branco Fantinato; Sonia Maria de Vargas

Resumo. A compreensão dos processos de construção de saberes não escolares elaborados por alunos jovens
e adultos, oriundos de diferentes contextos geo-político-econômicos do sistema federativo brasileiro,
é uma das nossas principais preocupações neste trabalho. Parcela signifi cativa desses alunos traz marcas
de seu passado rural, que se manifestam nas práticas cotidianas das salas de aula noturnas. Quanto
aos saberes matemáticos, aparecem claros indícios de procedimentos que revelam as aprendizagens não
formais do campo. À semelhança dos processos de contagem da colheita, desmembram-se algoritmos
em partes menores, agrupam-se quantidades em bases não decimais, assim como são valorizados procedimentos
de memorização e cálculo mental, representando marcas culturais identifi catórias. Estratégias
e táticas de sobrevivência, construídas no passado agrícola desses educandos de Educação de Jovens e
Adultos (EJA), têm refl exos nas suas formas atuais de raciocinar matematicamente. No confronto com
a sociedade letrada, juntam-se confl itos de ruptura com suas culturas de origem, pois na escola, adultos
migrantes vivem uma dupla negação, ao serem recusados tanto em razão de seus saberes quanto de
suas formas de compreender a realidade. Nossa refl exão toma por base dados de pesquisas realizadas nas
perspectivas sócio-antropológica e


Páginas : 29-48

<< Voltar ao Indíce





© Copyright 2007 Associação de Professores de Matemática / Todos os direitos reservados