Nesta página damos conta dos pareceres que a APM tem feito sobre alguns documentos relacionados com a nossa actividade profissional ou sobre temas que nos interessam directamente enquanto professores de Matemática.

 

Reflexão Participada sobre os Currículos do Ensino Básico

Este parecer diz respeito a três documentos.
O documento 1 faz uma análise geral do processo de implementação dos novos programas e identifica algumas das dificuldades que se tem sentido nas escolas. Contudo, esqueceram-se de aspectos importantes e que tiveram consequências gravosas em todo o processo da reforma, como a ausência de formação de professores nos aspectos inovadores dos programas e os problemas em relação ao 1º Ciclo.
O documento 2 propõe um Perfil de Competências à saída do Ensino Básico. É um documento "novo" que parece importante existir como definição de "metas" a atingir do 9º ano. Contudo, considera-se a sua formulação não adequada.
O documento 3 é um documento específico e, no que se refere à Matemática, aparece completamente descontextualizado do programa em vigor. A principal objecção que se coloca tem a ver com a natureza das "aprendizagens/aquisições nucleares" propostas, por algumas contradições patentes tanto na formulação dos documentos, como com a filosofia dos programas.

Faça o download do parecer.

RTF ( compativel com a maioria dos processadores de texto )
Word 5.1
( Macintosh )

 

Reflexão Crítica sobre o Programa de Matemática do 1º Ciclo

Apesar de não se considerar que o programa esteja desajustado ao nível etário dos alunos, chama-se a atenção para a falta de articulação equilibrada entre objectivos, metodologias, conteúdos e processos de avaliação, aliada a uma falta de clareza, que podia ser conseguida a partir da apresentação de orientações metodológicas.
Nesta reflexão crítica, apontam-se também algumas recomendações, consideradas importantes, relativas ao envolvimento da implementação e execução do programa.

Faça o download do parecer.

RTF ( compativel com a maioria dos processadores de texto )
Word 5.1
( Macintosh )

 

Reflexão Crítica sobre o programa de Matemática do 2º Ciclo

Considerado um significativo passo em frente, em relação ao programa anterior para este ciclo de escolaridade, o actual texto programático apresenta, no entanto, alguns aspectos que devem e podem ser melhorados.
Nomeadamente, a falta de equilíbrio na atenção concedida ao desenvolvimento de capacidades, à formação de atitudes e à aquisição de conhecimentos, com uma maior ênfase a ser colocada neste último aspecto, secundarizando os outros, também considerados conteúdos integrantes do programa.
Fazem-se um conjunto de recomendações que dizem respeito directamente aos novos programas, ou ao seu envolvimento.

Faça o download do parecer.

RTF ( compativel com a maioria dos processadores de texto )
Word 5.1
( Macintosh )

 

Relexão Crítica sobre o programa de Matemática do 3º Ciclo

Depois de se fazer notar a existência de aspectos positivos, a reflexão sobre o programa deste ciclo insiste que ele deverá estar formulado e organizado de modo a poder constituir-se como um bom elemento de trabalho dos professores, o que ainda não foi conseguido. Deve existir uma maior clareza em relação ao desenvolvimento de capacidades e de atitudes e considera-se que existem aspectos que tornam o programa pesado, extenso e difícil de gerir. É criticada a fragmentação da Geometria e apela-se a uma melhor articulação vertical entre os programas dos vários ciclos.
À semelhança das outras reflexões, esta termina com algumas recomendações que devem ser objecto de preocupação e que apontam para algumas alterações.

Faça o download do parecer.

RTF ( compativel com a maioria dos processadores de texto )
Word 5.1
( Macintosh )

 

Orientações de Gestão do programa de Métodos Quantitativos

Este documento tem por objectivoajudar o professor na gestão do programa dando também algumas orientações na sua implementação. São considerados como aspectos positivos: a ordenação dos temas; a relevância dada à Estatística e às Probabilidades; o desaparecimento da unidade "Noções Básicas de Lógica" como capítulo autónomo; as referências quanto à importância da utilização das tecnologias; e as referências ao trabalho de grupo como metodologia de trabalho a priviligiar. Existe, no entanto, alguns aspectos que poderiam ser elaborados e concretizados, como: a resolução de problemas, que deveria ser referida como mjetodologia de trabalho; e a formulação do "Núcleo significativo de objectivos/conteúdos" não ajuda à clarificação dos objectivos e do nível de objectivos a atingir em certos conteúdos.
No parecer dado são feitas algumas observações por tema.

Faça o download do parecer.

RTF ( compativel com a maioria dos processadores de texto )
Word 5.1
( Macintosh )

 

 

 

Exame de Matemática de 12º ano — Prova 135
Apreciação sumária

Prova extensa e mais díficil do que a prova modelo, que trai as expectativas dos últimos anos porque contaria o espírito das provas de 97 e de 98. A parte de escolha múltipla, que vale 81 pontos em 200, é mais trabalhosa do que a do ano anterior. Em nossa opinião esta parte de escolha múltipla continua a ter um peso excessivo nas provas de Matemática.
Do ponto de vista de conteúdos é uma prova pesada que cobre praticamente todo o tipo de assuntos. No que respeita ao estudo de funções, cobre funções trigonométricas, logarítmicas e exponenciais. Para a resposta à última questão da prova deveriam estar indicadas algumas fórmulas trigonométricas que os alunos necessitam de utilizar.
Do ponto de vista metodológico privilegia o domínio de técnicas e não potencializa nem valoriza a utilização da tecnologia gráfica. Desde o ano passado que os professores são aconselhados a usar esta tecnologia e que alunos podem levar calculadoras gráficas para o exame.
É uma prova que não traz facilidades aos alunos mais fracos e médios. Mesmo os alunos mais seguros poderão encontrar algumas dificuldades.

Associação de Professores de Matemática

Faça o download do parecer.

RTF ( compativel com a maioria dos processadores de texto )
Word 5.0
( Macintosh )

 

 

 

Gestão Flexível do Currículo
no Ensino Básico

Desde Janeiro de 1999 que o Conselho Nacional da APM tem vindo a debater o documento do DEB sobre a Gestão Flexível do Currículo. Debate este que foi sendo divulgado em vários APMInformação e nas páginas da Internet da APM. Esta discussão foi dinamizada por um Grupo de Apoio, que elaborou um parecer que foi sendo desconstruído e construído ao longo destes meses. No último Conselho Nacional, em 29 Maio de 1999, demos o documento por terminado e por isso agora o divulgamos a todos os sócios. Embora consideremos este documento acabado queremos que a discussão em torno do currículo continue e na sua sequência surjam mais iniciativas.
Grupo de Apoio da Gestão Flexível

Faça o download do parecer.

RTF ( compativel com a maioria dos processadores de texto )
Word 5.0
( Macintosh )

Parecer sobre a brochura Matemática – Competências Essenciais

Na reunião do Conselho Nacional da Associação dos Professores de Matemática realizada no dia 30 de Janeiro procedeu-se à discussão das questões levantadas pelo documento do Departamento do Ensino Básico relativamente à brochura Matemática – Competências Essenciais, e sua relação com a intitulada Ensino Básico – Competências Gerais e Transversais.
(…)
Como é possível deduzir da leitura deste parecer o questionamento centrou-se em questões de ordem geral que correspondem, em certa medida, às grandes preocupações dos professores. Outras questões relacionadas com as competências essenciais começaram a ser levantadas.

RTF ( compativel com a maioria dos processadores de texto )
Word 5.0
( Macintosh )

Gestão Flexível dos Currículos
Parecer da Associação de Professores de Matemática

A APM reconhece a relevância do envolvimento que lhe foi solicitado para contribuir para a discussão da Gestão Flexível dos Currículos no Ensino Básico. Não podemos deixar de referir, no entanto, que muitos outros problemas da escola de hoje nos preocupam e que gostaríamos de os discutir com o Ministério da Educação.
Entre os problemas que figuram nas nossas preocupações está o desenvolvimento curricular específico do currículo da Matemática, tendo nomeadamente em conta o papel desta disciplina na formação de todos os indivíduos, as ligações entre a aprendizagem desta disciplina e as outras aprendizagens e a avaliação.
São também nossas preocupações o desenvolvimento profissional dos professores e o desenvolvimento organizacional das escolas.

RTF ( compativel com a maioria dos processadores de texto )
Word 5.0
( Macintosh )


PARECER SOBRE A PROPOSTA DE REVISÃO CURRICULAR

(Departamento do Ensino Secundário - Documento de trabalho / Nov. 99)


A posição que aqui se apresenta é a possível dadas os condicionalismos temporais criados pelo Departamento do Ensino Secundário, apresentando esta proposta em Dezembro de 1999 e impondo o prazo-limite de meados de Janeiro para aceitar reacções das Associações de Professores.

RTF ( compativel com a maioria dos processadores de texto )
Word 5.0
( Macintosh )

Comentário Global ao Reajustamento dos Programas de Matemática do Ensino Secundário

Apraz-nos registar o facto de o programa da disciplina de Matemática dos cursos gerais não ter sofrido grandes alterações do ponto de vista de conteúdos; o mesmo não se poderá dizer do ponto de vista de gestão do programa, algumas das quais provêm das novas linhas orientadoras do ensino secundário.
Várias inovações se destacam: a introdução do módulo de orientação, a gestão do tema III ao longo do ano lectivo e sob a forma de trabalho de projecto, as referências à Internet. O programa dos cursos gerais ainda apresenta a separação da contagem de aulas destinadas ao desenvolvimento do programa e aulas exclusivamente reservadas a testes, que no nossos entender visa reforçar a recomendação sobre a diversificação de instrumentos e de momentos de avaliação. Porém, a linguagem utilizada no programa B não é absolutamente coincidente com aquela, pelo que deve ser esclarecido se é a mesma intenção que preside a ambos.

RTF ( compativel com a maioria dos processadores de texto )
Word 5.0
( Macintosh )


Parecer sobre a Prova 435 de Matemática e respectivos Critérios de Correcção
1.ª Chamada / 2000


Parecer sobre a Prova 435 de Matemática e respectivos Critérios de Correcção
2.ª Chamada / 2000